Mais de 800 funcionários de hospitais de São Paulo foram infectados por coronavírus e estão afastados

O coronavírus está atingindo severamente trabalhadores de hospitais. Mais de 800 deles já foram afastados de suas atividades por terem sido infectados pelo coronavírus

(Foto: Fabio Arantes/SECOM)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Para Gerson Salvador, diretor do Simesp (Sindicato dos Médicos de São Paulo), o número de mais de 800 funcionários infectados em hospitais é relevante, mas está subestimado, não refletindo a realidade da rede de saúde de São Paulo. 

O sindicalista afirma que os profissionais que atuam na atenção primária, ou seja, em UBS (Unidade Básica de Saúde), não estão sendo testados, o que segundo ele, ocorre com a maior parte dos profissionais da rede do SUS [Sistema Único de Saúde].

Segundo o Seesp (Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo), ao menos um profissional do setor morreu por causa do novo coronavírus; outros dois casos ainda são analisados.

Se forem contabilizados os colaboradores que deixaram de trabalhar por serem casos suspeitos, o número de profissionais de saúde afastados dos hospitais paulistanos passa de 1.300, de acordo com o levantamento do UOL.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email