País tem mais de mil cidades com dificuldades no abastecimento de oxigênio

Conselho que representa secretários municipais de saúde avisa que há risco de ocorrer colapso de oxigênio em boa parte do país

(Foto: REUTERS / Bruno Kelly)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O Conasens (Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde) , que representa secretários municipais de saúde avisa que há risco de ocorrer colapso de oxigênio em boa parte do país

Secretários de saúde de mais de 1.068 municípios manifestaram preocupação sobre o estoque de cilindros de oxigênio e apontaram que há risco de desabastecimento nos próximos dias se o número de casos de Covid-19 se mantiver em alto e continuar a haver entraves junto a fornecedores. As informações fazem parte de um balanço feito pelo Conasems, conselho que reúne secretários municipais de Saúde. 

Segundo o órgão, o total de municípios com dificuldades pode ser ainda maior, já que apenas uma parte respondeu ao questionário. O colapso pode atingir cerca de 2 mil municípios 

O balanço traz alguns alertas sobre a situação dos estoques e impasses enfrentados pelos municípios. O principal problema é a dependência de cilindros de oxigênio, modelo visto como de maior dificuldade de fornecimento –e apontado por 87% dos municípios como principal estrutura de armazenamento, informa a Folha de S.Paulo. Os 1.068 municípios informaram haver risco de desabastecimento. 

A maior parte dos representantes disse ao Conasems que o município ainda conseguia fazer as compras, mas relatava aumento na demanda e dificuldades com fornecedores como pontos de preocupação.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email