Pesquisadores dizem que uso de cloroquina para tratar coronavírus é "prematuro e potencialmente prejudicial"

Uma das mais conceituadas publicações médicas do mundo, a The BMJ, lançou um editorial sobre o uso da cloroquina para o tratamento do coronavírus e adverte: O uso desses medicamentos é prematuro e potencialmente prejudicial

(Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 -  Uma das mais conceituadas publicações médicas do mundo, a The BMJ, lançou um editorial nesta quinta-feira (9) sobre o uso da cloroquina para o tratamento do coronavírus e adverte: "O uso desses medicamentos é prematuro e potencialmente prejudicial". 

O artigo escrito pelos médicos  Robin E Ferner e Jeffrey K Aronson alerta: 

“Precisamos muito de um tratamento eficaz para a covid-19, mas a prevenção por uma vacina ou tratamento com medicamentos direcionados a estruturas específicas do vírus têm maior probabilidade de sucesso do que medicamentos antigos que podem funcionar em laboratório, mas não têm dados que apóiam o uso clínico”. 

Veja a íntegra da pulicação aqui. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email