Presidente da Pfizer diz que empresa entregará ao Brasil vacina adaptada à ômicron, se for preciso

A Pfizer avalia se a sua vacina perde força em contato com a ômicron, identificada inicialmente na África do Sul. A ideia é que os resultados sejam divulgados "nas próximas semanas"

www.brasil247.com -
(Foto: REUTERS/Dado Ruvic)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A presidente da Pfizer no Brasil, Marta Díez, em entrevista à Folha de S.Paulo, disse que o novo contrato com o Ministério da Saúde prevê a entrega de vacinas contra Covid-19 adaptadas às novas variantes do coronavírus, como a ômicron.

O contrato foi formalizado nesta segunda-feira, 29, e garante ao Brasil 100 milhões de doses do imunizante em 2022, com opção de comprar mais 50 milhões de unidades.

Segundo Díez, a Pfizer avalia se a sua vacina perde força em contato com a ômicron, identificada inicialmente na África do Sul. A ideia é que os resultados sejam divulgados "nas próximas semanas", em dezembro.

PUBLICIDADE

Segundo ela, há previsão de a Pfizer entregar novo modelo de vacina, adaptado às variantes, se isto for preciso, para o Brasil. “A definição do produto neste novo contrato é bem abrangente, inclui a versão atual, mas também novos desenvolvimentos, caso seja necessário para as novas variantes, seja a ômicron ou outras”, disse.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email