Rui Costa entra com ação no STF para assegurar compra da Sputnik V

O governador da Bahia argumenta que as autoridades federais "não têm capacidade de fazer nada" e que o acordo já firmado entre o estado e o fundo russo para o fornecimento de 50 milhões de doses deve ser mantido

Governador da Bahia, Rui Costa
Governador da Bahia, Rui Costa (Foto: Manu DIas - Gov. da Bahia)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governador da Bahia, Rui Costa (PT), entrou com uma ação no STF (Supremo Tribunal Federal) para assegurar a compra direta de 50 milhões de doses da Sputnik V, vacina russa contra a Covid-19.

O acordo já havia sido firmado no passado, mas diante da lentidão do governo federal e da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) em aprovar o uso emergencial de imunizantes, Costa teme que as doses não serão fornecidas a tempo. 

"Determinei à Procuradoria Geral do Estado da Bahia que ingresse com uma ação no Supremo Tribunal Federal para que possamos efetivar a compra direta da vacina russa Sputnik V, com a qual já assinamos um acordo de cooperação para o fornecimento de até 50 milhões de doses", escreveu o governador em seu Twitter.

Ele ainda acrescentou: "Não podemos assistir passivamente baianos e brasileiros morrendo diariamente diante da incapacidade do Governo Federal. Se eles não têm capacidade de fazer nada, melhor que peçam demissão ou renunciem. O povo brasileiro não merece ser maltratado e humilhado. Precisamos reagir!".

A Sputnik V será produzida no Brasil, mas a Anvisa ainda analisa o pedido para realização dos testes da fase 3, última etapa de aprovação.

Mais de 1,5 milhão de pessoas já foram vacinadas com a Sputnik V no mundo até o último domingo (10).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email