São Paulo ignora Bolsonaro e irá criar mais seis centros de pesquisa da CoronaVac

O anúncio do governador João Doria foi feito após Jair Bolsonaro promover uma cruzada conra a vacina CoronaVac

João Doria, CoronaVac e Jair Bolsonaro
João Doria, CoronaVac e Jair Bolsonaro (Foto: GOVSP | Reuters | PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governador de São Paulo, João Doria, segue em frente com o desenvolvimento da CoronaVac, vacina contra a covid-19 desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Butantan.

“Com a criação de seis novos locais, chegaremos a 22 centros de pesquisa. Já alcançamos 9.039 voluntários testados até o momento. O objetivo é chegar a 13 mil voluntários e, assim, finalizar o estudo de eficácia da vacina”, disse Doria em uma coletiva de imprensa nesta sexta-feira (23). 

Segundo o portal UOL, Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, antecipou hoje um prazo dado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para autorizar a importação de matéria-prima visando a produção das primeiras doses da CoronaVac, vacina contra a covid-19 desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Butantan.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247