Laboratório chinês Sinovac afirma estar "confiante" sobre a segurança da vacina contra a Covid

"O estudo clínico no Brasil é realizado estritamente de acordo com os requisitos e estamos confiantes na segurança da vacina", declarou a empresa em nota, depois que a Anvisa suspendeu os testes com a Coronavac alegando "efeito adverso grave"

Vacina chinesa
Vacina chinesa (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Sinovac Biotech, empresa biofarmacêutica de vacinas contra doenças infecciosas, afirmou estar "confiante" na segurança de seu produto CoronaVac. O comunicado foi realizado nesta terça-feira (10), algumas horas depois de a Anvisa indicar que interrompeu a autorização para a realização de testes clínicos do imunizante por um “evento adverso grave”. A reportagem é do portal UOL.

"Depois de comunicarmos com o parceiro brasileiro do Instituto Butantan, soubemos que o chefe do Instituto Butantan acreditava que este grave acontecimento adverso não está relacionado com a vacina", disse a Sinovac Biotech. "A Sinovac continuará a manter contato com o Brasil sobre este assunto", acrescentou.

"O estudo clínico no Brasil é realizado estritamente de acordo com os requisitos e estamos confiantes na segurança da vacina", concluiu.

O diretor geral do Instituto Butantan em São Paulo, Dimas Covas, respondeu à Anvisa, sob direção do bolsonarismo, de ter suspendido os testes da Coronavac sem qualquer motivo técnico. A vacina é desenvolvida pela chinesa Sinovac em parceria com o governo do Estado de São Paulo. O governo chinês e João Doria são dois dos alvos permanentes de Jair Bolsonaro, que tem atacado sistematicamente a Coronavac.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247