Sputnik V: vacina russa contra Covid-19 pode gerar imunização de dois anos, afirma especialista

O estudo do instituto acompanha 100 pessoas que foram vacinadas há cinco meses

Cientistas pesquisam possível vacina contra Covid-19 em São Petersburgo, na Rússia 11/06/2020
Cientistas pesquisam possível vacina contra Covid-19 em São Petersburgo, na Rússia 11/06/2020 (Foto: Sputnik News)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O diretor do Instituto Gamaleya, responsável pelo desenvolvimento da vacina russa contra o coronavírus, Alexander Gintsburg, disse, nesta quarta-feira, 26, esperar que a imunização da Sputnik V dure dois anos, no mínimo. 

O estudo do instituto acompanha 100 pessoas que foram vacinadas há cinco meses. Gintsburg disse que os voluntários já apresentam grande quantidade de anticorpos. 

Para concluir o desenvolvimento da vacina, entretanto, ainda é necessário começar a terceira fase de estudos e ter aprovação das autoridades sanitários internacionais. 

A expectativa é que a 3ª fase comece na semana que vem, aplicando a Sputnik V em 40 mil voluntários. Os resultados deverão sair em outubro e novembro.

Os produtores da vacina estão em algumas negociações para produzi-la e testá-la no Brasil, como no estado do Paraná.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247