"The Lancet" põe em dúvida estudo que levou OMS a suspender cloroquina

A revista médica The Lancet divulgou nesta terça-feira (02) uma nota de preocupação com um estudo sobre a cloroquina e hidroxicloroquina. Os autores da pesquisa dizem "não terem conseguido confirmar o benefício" dos medicamentos

(Foto: 0REUTERS/George Frey)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A revista médica The Lancet divulgou nesta terça-feira (02) uma nota de preocupação com um estudo sobre a cloroquina e hidroxicloroquina. De acordo com a revista, está sendo feita uma auditoria independente dos dados utilizados, porque ainda existem dúvidas sobre o trabalho científico realizado. Os autores do estudo dizem "não terem conseguido confirmar o benefício da hidroxicloroquina ou da cloroquina" nos doentes analisados, apontando um acréscimo de efeitos adversos potencialmente graves, incluindo "um aumento da mortalidade", durante a hospitalização de doentes diagnosticados com coronavírus. 

A pesquisa se baseia em dados de 96 mil pacientes hospitalizados entre 20 de dezembro e 14 de abril em 671 hospitais. Também compara a condição dos doentes que receberam tratamento com cloroquina ou hidroxicloroquina (cerca de 15 mil) com os que não receberam. De acordo com o site DW, os dados usados são da empresa Surgisphere, que se apresenta como uma empresa de análise de dados em saúde com sede nos Estados Unidos. 

O estudo levou a suspensão de ensaios clínicos de hidroxicloroquina em todo o mundo, porque, de acordo com a pesquisa, o medicamento não seria benéfico para pacientes hospitalizados com o coronavírus. O estudo também fez a Organização Mundial da Saúde (OMS) suspender o uso de hidroxicloroquina em pesquisas por ela coordenadas em vários países.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email