Vacina contra Covid-19 deve chegar ao mesmo tempo em países ricos e pobres, afirma diretora da OMS

A diretora-assistente da Organização Mundial Social (OMS), Mariângela Simão ainda criticou a postura dos Estados Unidos que compraram todo o estoque da vacina da Pfizer

Pessoa manipula frasco com etiqueta nomeando vacina contra Covid-19.
Pessoa manipula frasco com etiqueta nomeando vacina contra Covid-19. (Foto: REUTERS/Dado Ruvic)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A diretora-assistente da Organização Mundial Social (OMS), Mariângela Simão, disse nesta quarta-feira, 29, em entrevista à Rádio Gaúcha que uma vacina contra o coronavírus só deve chegar em 2021 e que os países pobres deverão receber ao mesmo tempo que os países ricos. As possibilidades de vacina contra a Covid-19 ainda estão em fase de teste pelo mundo.

"Uma vez que essa vacina se comprove ser segura, [queremos] que haja uma locação de países ao mesmo tempo, não os ricos recebendo antes", afirmou. "A gente está chamando de locação justa das vacinas. O que geralmente acontece, como aconteceu em 2009 (quando houve a pandemia da gripe A), é que os países ricos tiveram acesso primeiro. Os mais pobres, quando tiveram acesso, a pandemia já havia passado", lembrou.

Ela ainda criticou a postura dos Estados Unidos que compraram todo o estoque da vacina da Pfizer: "não adianta você tentar proteger apenas a sua população". "Enquanto houver surto, nenhum país está seguro. Deve se investir num mecanismo global para permitir que todos os países tenham acesso", afirmou. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247