Vacina de Oxford, que teve testes suspensos, não apresentou reações adversas em brasileiros

A Unifesp informou que os 5.000 brasileiros que receberam vacina de Oxford não sentiram reações adversas; declaração depois que a AstraZeneca suspendeu os testes para reavaliar a segurança da substância

(Foto: REUTERS / Dado Ruvic)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Unifesp informou nesta quarta-feira (9) que os 5.000 brasileiros que receberam vacina de Oxford não sentiram reações adversas. 

A declaração da universidade ocorre depois que a farmaceutica AstraZeneca suspendeu os testes para reavaliar a segurança da substância. 

A farmaceutica interrompeu os testes em função de uma suspeita de reação adversa grave em um dos participantes da pesquisa. 

A matéria ainda sublinha que “o porta-voz também disse que a empresa está “trabalhando para agilizar a revisão do evento único para minimizar qualquer impacto potencial no cronograma do teste”. As suspensões clínicas não são incomuns e ainda não está claro quanto tempo pode durar.”

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email