Aziz compara Marconny a personagem de desenho animado e avisa: 'não vai dar uma de Carlos Wizard' para ficar em silêncio

"Não vai dar uma de Carlos Wizard e ficar calado", disse o presidente da CPI da Covid, Omar Aziz, em referência ao advogado Marconny Albernaz Ribeiro. "Me lembra aquele desenho animado Papa Léguas e Coiote. O Coiote tentava pegar o Papa Léguas, que dava seu jeito de fugir", afirmou. "O senhor como lobista tentou se dar e não conseguiu absolutamente nada"

Senador Omar Aziz e o advogado Marconny Albernaz Ribeiro
Senador Omar Aziz e o advogado Marconny Albernaz Ribeiro (Foto: Agência Senado I Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD-AM), criticou o advogado Marconny Albernaz Ribeiro, apontado como lobista da Precisa Medicamentos, após o depoente dizer na manhã desta quarta-feira (15) que poderia não responder a alguns questionamentos.  "Não dá pra levar a sério que você vai ficar calado. Não vai dar uma de Carlos Wizard e ficar calado", disse o parlamentar em alusão ao empresário Wizard investigado pela CPI e que preferiu ficar em silêncio quando foi depor na comissão no dia 30 de junho.

"Me lembra aquele desenho animado Papa Léguas e Coiote. O Coiote tentava pegar o Papa Léguas, que dava seu jeito de fugir. Neste caso o senhor era o Coiote. O senhor como lobista tentou se dar e não conseguiu absolutamente nada", acrescentou. 

O advogado negou envolvimento na compra de vacina e disse que fez "assessoria política" para a Precisa. "Nunca me envolvi em compra de vacina.  Fui sondado para assessorar a Precisa. Mas foi uma assessoria técnica, em concorrência política, que tinha como objetivo  a aquisição de testes rápidos contra a Covid", disse.

PUBLICIDADE

O presidente da CPI rebateu: "tudo é política. Análise política". "Qual a análise política que pode ser feita na compra de testes?", questionou.

Assista à CPI da Covid pela TV 247:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email