Otto Alencar: "tragédia de Manaus foi pecado original"

"O governador nomeou um engenheiro que não conhece a saúde para ser secretário, assim como o presidente nomeou um general que não sabia o que era o SUS", disse o senador Otto Alencar durante participação na CPI da Covid

Otto Alencar
Otto Alencar (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O senador Otto Alencar (PSD-BA), que integra a CPI da Covid, afirmou que a tragédia da falta de oxigênio em Manaus - que resultou na morte por sufocamento de centenas de pacientes internados com Covid-19 - foi um "pecado original". "O governador nomeou um engenheiro que não conhece asaúde para ser secretário, assim como o presidente nomeou um general que não sabia o que era o SUS", disse. 

A declaração de Otto Alencar, feita nesta terça-feira (15), foi proferida durante o depoimento do ex-secretário de Saúde do Amazonas Marcellus Campêlo e fez referência ao ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello. "Sentado na cadeira do Ministério da Saúde, o general que não sabia sequer o que era o SUS. Sentado na cadeira de secretário de Saúde, um engenheiro que não tinha experiência absolutamente nenhuma em medicina sanitária, epidemiológica. Eu acho que esse casamento deu a tragédia de Manaus", completou o senador.

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais: 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email