Para senadores da CPI da Covid, caso Covaxin tem indícios de que Bolsonaro cometeu crime de responsabilidade

As denúncias de corrupção na compra da Covaxin demonstram que o governo Bolsonaro prevaricou e pode ser responsabilizado pela CPI da Covid

(Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado | Reuters | Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Senadores que integram a CPI da Covid consideram que o governo Bolsonaro prevaricou e pode ter cometido crime de uso da máquina pública em favor de entidades privadas. São fortes razões para que o ocupante do Palácio do Planalto seja responsabilizado e sofra processo de impeachment. 

Para a cúpula da CPI da Covid as novas denúncias contra o governo envolvendo a compra da vacina indiana Covaxin abrem um caminho promissor de investigação, que pode levar à responsabilização de Jair Bolsonaro, aponta reportagem da Folha de S.Paulo.

Os senadores que constituem a maioria da CPI da Covid consideram que se forem comprovados os atos de corrupção na negociação de compra da vacina Covaxin, Bolsonaro pode responder por prevaricação e pelo crime de advocacia administrativa, que é o uso da máquina pública em favor de entidades privadas. 

PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email