Alfândega cobra R$ 1,600 para entregar prêmio a Kleber Mendonça Filho, diretor de Bacurau

O diretor de Bacurau, premiado pela New York Film Critics Circle, diz esperar que a situação não passe de apenas um "mal entendido"

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

 247 - Kleber Mendonça Filho, diretor de 'Bacurau', longa recentemente premiado como melhor estrangeiro do ano pela New York Film Critics Circle, considerada por muitos a prévia não-oficial do Óscar, revelou que a alfândega está em posse do prêmio e que ela cobra R$ 1.600 para liberá-lo. 

Kleber diz esperar que a situação seja apenas um "mal entendido".

Além desta premiação, Bacurau foi indicado nesta terça-feira (2) a melhor filme internacional pela Associação de Críticos de Hollywood.

O filme brasileiro vai concorrer com "Deux" (França), "Another round" (Dinamarca), "Ya no estoy aquí'" (México) e "La Llorona" (Guatemala).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email