Caetano cobra explicações de Bolsonaro sobre os milhões operados por sua família

O cantor e compositor Caetano Veloso aproveitou a visibilidade internacional de Jair Bolsonaro, por conta de sua participação no Fórum de Davos, e questionou as movimentações escusas envolvendo seu clã e o ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz; "Hoje, durante o dia de Bolsonaro em Davos, o mundo saberá que as explicações que ele deve sobre economia são os milhões operados por sua família", apontou o cantor; apesar da pressão para que se pronuncie, Bolsonaro já ressaltou que não irá participar da coletiva de imprensa do Fórum

Caetano cobra explicações de Bolsonaro sobre os milhões operados por sua família
Caetano cobra explicações de Bolsonaro sobre os milhões operados por sua família
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O cantor e compositor Caetano Veloso usou suas redes sociais para questionar as movimentações escusas envolvendo o clã Bolsonaro e o ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz. No total, já são mais de 7 milhões de reais em movimentações suspeitas apontadas pelo Coaf. Num post no qual usou as cores da bandeira, Caetano escreveu: "President Bolsonaro of Brazil: tell us about your family's finance. #BOLSONAROGATE". Em português: "Presidente Bolsonaro do Brasil: explique-nos sobre suas finanças familiares"

"Hoje, durante o dia de Bolsonaro em Davos, o mundo saberá que as explicações que ele deve sobre economia são os milhões operados por sua família", apontou o cantor no seu tweet.

 Bolsonaro participa do Fórum de Davos, na Suíça, e fará nesta terça-feira (22) sua estreia em um evento internacional, discursando na sessão plenária do Fórum Econômico Mundial. 

Caetano ainda mobilizou os internautas para o tuitaço usando a #bolsonarogate #342artes, que ocorrerá nesta terça-feira (22). 

Apesar da pressão para que Bolsonaro explique as movimentações escusas envolvendo sua família, ele já avisou que não irá participar da coletiva de imprensa em Davos. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email