Cineasta Cadu Barcellos, morto a facadas no Rio, trabalhou no Porta dos Fundos e Greg News

O jovem era formado na Escola de Cinema Darcy Ribeiro e na Escola Popular de Comunicação Crítica, do Observatório de Favelas

Cadu Barcellos
Cadu Barcellos (Foto: Reprodução / rede social)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jovem cineasta Cadu Barcellos, 33, morto a facadas no Centro do Rio de Janeiro nesta quarta-feira (11), tinha já uma longa carreira no audiovisual. Sua trajetória na área começou aos 17 anos, quando dava cursos em ONGs.

Autor de alguns curta-documentários, Barcellos co-dirigiu obras como o longa “5x favela - Agora por nós mesmos” (2010) e era assistente de direção do programa “Greg News”, apresentado por Gregório Duvivier na HBO.

O profissional ainda dirigiu e escreveu a série “Mais x favela”, do Multishow, protagonizada por Babu Santana.

Em fevereiro de 2020, Cadu Barcellos foi contratado para integrar a equipe do canal Porta dos Fundos.

Ele era formado na Escola de Cinema Darcy Ribeiro e na Escola Popular de Comunicação Crítica, do Observatório de Favelas.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247