Complexo do Alemão recebe festival de teatro

Grupo francs fez performance com atores fantasiados de monstros

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Há duas semanas, após tentativa de invasão de traficantes, a polícia ocupou os Morros do Adeus e da Baiana, no Complexo do Alemão, zona norte do Rio. Neste fim de semana, a ocupação foi cultural. No alto do Adeus, turistas e cariocas "do asfalto" se misturaram à comunidade para assistir a uma adaptação de uma peça de Shakespeare.

"Nunca imaginei que fosse ver algo tão bonito nesse local", disse a operadora de máquina Nívea Carvalho, de 35 anos, de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Ela viu a peça "Sua Incelença, Ricardo III", da Cia. Clowns de Shakespeare, de Natal, com os primos, moradores do Alemão.

Foi a segunda edição do Tempo Festival de Artes, mas pela primeira vez o evento foi para uma comunidade. "Foram quatro meses de pesquisa e contato com os moradores. O Alemão é imenso. Há a ocupação pelo Exército, a situação de sítio. A harmonia só pode chegar por meio da cultura e do lazer", disse um dos diretores do festival, César Augusto.

Antes da peça, os franceses da Compagnie Houdart-Heuclin se vestiram de monstros - batizados de "Padox" - e fizeram uma performance. A atriz e coreógrafa gaúcha Roberta Savian encerrou a programação. Para se preparar para o espetáculo, ela morou seis dias no Alemão. "Confesso que tinha um medo enorme que tive de quebrar. Aqui, tive a oportunidade de ver com os próprios olhos a realidade."

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247