Desiludido, professor que fez “Temer vampiro” está de saída do Brasil

O professor de História Leonardo Moraes, de 40 anos, ficou famoso por desfilar como destaque no último carro da escola Paraíso do Tuiuti representando um "Michel Temer  vampiro"; o professor passou a segunda-feira de Carnaval atendendo telefonemas e recebendo centenas de mensagens e fotos do desfile da Paraíso do Tuiuti na Marquês de Sapucaí; desiludido com o país, ele irá passar uma temporada na Itália fazendo cursos de aprimoramento

O professor de História Leonardo Moraes, de 40 anos, ficou famoso por desfilar como destaque no último carro da escola Paraíso do Tuiuti representando um "Michel Temer  vampiro"; o professor passou a segunda-feira de Carnaval atendendo telefonemas e recebendo centenas de mensagens e fotos do desfile da Paraíso do Tuiuti na Marquês de Sapucaí; desiludido com o país, ele irá passar uma temporada na Itália fazendo cursos de aprimoramento
O professor de História Leonardo Moraes, de 40 anos, ficou famoso por desfilar como destaque no último carro da escola Paraíso do Tuiuti representando um "Michel Temer  vampiro"; o professor passou a segunda-feira de Carnaval atendendo telefonemas e recebendo centenas de mensagens e fotos do desfile da Paraíso do Tuiuti na Marquês de Sapucaí; desiludido com o país, ele irá passar uma temporada na Itália fazendo cursos de aprimoramento (Foto: Charles Nisz)

247 - O professor de História Leonardo Moraes, de 40 anos, ficou famoso por desfilar como destaque no último carro da escola de samba carioca Paraíso do Tuiuti representando um "Michel Temer vampiro". Ele passou a segunda-feira de Carnaval atendendo telefonemas a cada cinco minutos e recebendo centenas de mensagens e fotos do desfile da Paraíso do Tuiuti na Marquês de Sapucaí.

Moraes imaginava um certo burburinho, mas não imaginava que a repercussão seria tamanha. Até jornalistas estrangeiros queriam entrevistar o professor de História, que cruzou a avenida sob aplausos, vaias e gritos de "fora, Temer".

Professor de ensino fundamental do município de Magé (RJ), Moraes está desiludido com o Brasil. Ele deixará o país este ano para passar uma temporada fazendo cursos na Itália. Moraes se diz descrente com a classe política e com os direitos dos cidadãos sendo atacados pela Reforma Trabalhista. Enquanto ainda está por aqui, recebe o carinho de ex-colegas do Instituo de Estudos da Antiguidade da Uerj.

O professor acredita que os enredos do Carnaval 2018 podem enriquecer o debate político no Brasil. "As escolas de samba estão cumprindo o papel social delas". Ele cita os enredos da Beija-Flor e Mangueira entre os mais politizados do ano. A Tuiuti foi a quarta escola a desfilar, com o enredo "Meu Deus, meu Deus. Está extinta a escravidão?", um questionamento sobre o fim da escravidão tendo como ponto de partida os 130 anos da Lei Áurea.

Inscreva-se na TV 247 e confira entrevista do professor: 

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Cultura

Ao vivo na TV 247 Youtube 247