Desmonte na cultura fecha as portas dos museus de Ouro Preto e Tiradentes

Segundo o instituto que administra os museus de mineiros Sant'Ana, na cidade de Tiradentes, e o do Oratório, em Ouro Preto, o esfacelamento do Ministério da Cultura no atual governo e a destruição do Ibram (Instituto Brasileiro de Museus) no governo Temer são responsáveis pelo fechamento das portas

Desmonte na cultura fecha as portas dos museus de Ouro Preto e Tiradentes
Desmonte na cultura fecha as portas dos museus de Ouro Preto e Tiradentes

247 - O desmonte na área cultural promovido desde o golpe de 2016 e agravada pelo governo Jair Bolsonaro, levou o fechamento das portas dos museus de Ouro Preto e Tiradentes, em Minas Gerais.

A falta de recursos para manutenção obrigou as administrações dos museus a suspender o funcionamento por um mês. O anúncio foi feito pelo Instituto Flávio Gutierrez, responsável pelo dois museus mineiros, o Sant'Ana, na cidade de Tiradentes, e o do Oratório, em Ouro Preto.

Em comunicado oficial, o instituto afirma que o esfacelamento do Ministério da Cultura no atual governo e a destruição do Ibram (Instituto Brasileiro de Museus) no governo Michel Temer são os principais fatores responsáveis pelo atual cenário dos museus. Segundo o instituto, os museus enfrentavam a insuficiência de patrocínio para a manutenção dos espaços desde janeiro. 

O Museu Sant'Ana, em Tiradentes, foi fundado em 2014 na antiga prisão pública da Cidade de Tiradentes. O local abriga um acervo de quase 300 imagens da cidade e obras anônimas dos séculos XVII a XIX. É o único museu do gênero do país.

O Museu do Oratório foi fundado em 1998. O local era a antiga casa do escultor mineiro Aleijadinho, e mantém um vasto acervo de imagens do século XVII e XX. Além disso, também abriga um amplo acervo de 162 oratórios rococó, um importante patrimônio material da história de Minas Gerais.

Com informações do site Aventuras na História.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247