"É fascismo, sim", diz Laerte sobre governo Bolsonaro

"Claro que eu tenho medo dele. Mas vejo que essa evidência do autoritarismo pode servir para gente conduzir uma frente de enfrentamento a esse fascismo. Porque é fascismo, sim", afirmou a cartunista Laerte, durante evento em São Paulo

247 - A cartunista Laerte falou sobre conjuntura política num dos painéis da CCXP. Para ela, o governo Jair Bolsonaro tende a um autoritarismo censor e radical e, inicialmente, amedronta, mas abre espaço para uma arte mais radical.

"Humor doutrinador? Acho que às vezes é necessário induzir determinada resposta política. Em momentos de campanha, momento de denúncia. Algumas vezes você precisa engajar. Não.gosto muito disso, pessoalmente. Prefiro trabalhar o autoquestionamento. Em me surpreender no meu trabalho", afirmou. A informação é do UOL.

Laerte enfatizou que se trata de um governo fascista e que é para ter medo, sim. Mas que esse medo deve servir para encorajar o enfrentamento.

"Claro que eu tenho medo dele. Quem tem c* (tem medo), né? Mas vejo que essa evidência do autoritarismo pode servir para gente conduzir uma frente de enfrentamento a esse fascismo. Porque é fascismo, sim. Embebido em fanatismo religioso, machismo, racismo. Um repertório banhado de ódio", frisou.

"É o momento de reunir artistas novos. Hoje existem, sim, respostas ao governo no humor. Existem novos jornais Pasquins. O Porta dos Fundos é um novo Pasquim", comparou Laerte.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247