"Eles podem prender uma pessoa, mas não uma ideia", diz Marcelo D2 sobre Lula em show em Berlim

Na primeira turnê do grupo `Planet Hemp desde 2003, o vocalista Marcelo D2 fez menção ao ex-presidente Lula ao dizer que “eles podem tentar prender uma pessoa, mas não podem prender uma ideia”. A multidão acompanhou aos gritos de "Ei, Bolsonaro VTNC"

(Foto: Sérgio Bernardo/PCR)

Revista Fórum - Em sua primeira turnê pela Europa desde 2003, o grupo Planet Hemp fez show politizado na noite desta quinta-feira (7) em Berlim, na Alemanha, e não deixou de mencionar o ex-presidente Lula. Antes de apresentar a música “Ex-quadrilha da Fumaça”, o vocalista Marcelo D2 disse que a banda já passou por casos parecidos com a trajetória do ex-presidente e prestou homenagem a ele.

“Eles podem tentar prender uma pessoa, mas não podem prender uma ideia”, disse D2, sem citar o nome de Lula, mas fazendo clara menção ao ex-presidente, que é preso político desde março de 2018.

Em determinado momento do show, a plateia passou a entoar o coro de “Ei, Bolsonaro, vai tomar no cu”, também citando o ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sergio Moro. “A gente não pode deixar que os nossos medos alimentem o ódio deles”, disse o vocalista no momento do coro.

Leia a íntegra na Revista Fórum

Ao vivo na TV 247 Youtube 247