"Facebook permitiria propagandas de Hitler com solução para o 'problema judeu'", critica o ator Sacha Cohen

Em evento contra o antissemitismo, o ator britânico criticou a política de anúncios do Facebook que, atualmente, permite que qualquer propaganda seja veiculada pela plataforma

Sacha Baron Cohen
Sacha Baron Cohen (Foto: Eric Thayer/Reuters)

247 - Durante evento contra o antissemitismo em Nova Iorque, nos Estados Unidos, o ator britânico Sacha Baron Cohen criticou a política de anúncios do Facebook. Atualmente, a plataforma permite pagar por qualquer propaganda, mesmo que falsa, o que foi também ressaltado pelo artista.

"Nessa lógica, se o Facebook estivesse nos anos 1930, teria permitido que Hitler publicasse anúncios de 30 segundos com a 'solução' para o 'problema judeu'", analisou.

Como solução ao problema, Sacha sugeriu que o Facebook passe a checar as informações das propagandas que veicula e, caso considere falsa ou enganosa, devolva o dinheiro e não divulgue o anúncio.

Mark Zuckeberg, presidente do Facebook, costuma responder à este tipo de reclamação dizendo que a atual política da rede social preserva a liberdade de expressão.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247