Globo de Ouro exclui mulheres e negros em premiação

A falta de mulheres entre as indicadas vai na contramão do movimento dentro do setor, que registrou uma participação recorde de diretoras entre as 100 maiores bilheterias do ano

(Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Apesar das críticas pela falta de diversidade em edições anteriores, a premiação de 2020 do Globo de Ouro não indicou cineasta alguma para disputar a categoria de melhor diretor. Também encerrou não indicou pessoa negra. 

A falta de mulheres entre as indicadas vai na contramão do movimento dentro do setor, que registrou uma participação recorde de diretoras entre as 100 maiores bilheterias do ano. Mulheres comandam apenas 10% dessas produções.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247