Gloria Maria fuma maconha na Jamaica e vira hit no Twitter

"O Globo Repórter desta sexta-feira chamou a atenção do público não só por falar sobre a Jamaica, mas também por mostrar Glória Maria experimentando maconha durante a visita a uma comunidade rastafari chamada Bobo Ashanti, que é a mais ortodoxa", conta o poeta Lula Miranda, colunista do 247; "A experiência da jornalista, claro, não passou em branco e em poucos minutos o nome dela estava entre os assuntos mais comentados no Twitter"

"O Globo Repórter desta sexta-feira chamou a atenção do público não só por falar sobre a Jamaica, mas também por mostrar Glória Maria experimentando maconha durante a visita a uma comunidade rastafari chamada Bobo Ashanti, que é a mais ortodoxa", conta o poeta Lula Miranda, colunista do 247; "A experiência da jornalista, claro, não passou em branco e em poucos minutos o nome dela estava entre os assuntos mais comentados no Twitter"
"O Globo Repórter desta sexta-feira chamou a atenção do público não só por falar sobre a Jamaica, mas também por mostrar Glória Maria experimentando maconha durante a visita a uma comunidade rastafari chamada Bobo Ashanti, que é a mais ortodoxa", conta o poeta Lula Miranda, colunista do 247; "A experiência da jornalista, claro, não passou em branco e em poucos minutos o nome dela estava entre os assuntos mais comentados no Twitter" (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Lula Miranda, em seu Facebook

O Globo Repórter desta sexta-feira chamou a atenção do público não só por falar sobre a Jamaica, mas também por mostrar Glória Maria experimentando maconha durante a visita a uma comunidade rastafari chamada Bobo Ashanti, que é a mais ortodoxa.

Convidada a participar de um ritual religioso, ela teve que fumar ganja (maconha) num cachimbo gigante. A erva não é proibida no país para essas situações.

“Eu não sei fazer essa oração, essa prece, mas eles querem que eu tente. Recusar, nem pensar, seria um desrespeito com a tradição”, começa Glória, que após fumar comenta a experiência: “Num primeiro momento, fiquei completamente tonta. Para quem não está acostumado, é preciso tempo para entender”.

A experiência da jornalista, claro, não passou em branco e em poucos minutos o nome dela estava entre os assuntos mais comentados no Twitter.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email