Jessé explica assassinato de Agatha: Laja Jato possibilitou a guerra aos pobres

"O assassinato de Ágatha por Witzel é o resultado visível da política miliciana no poder no Rio e em Brasília. O ataque à política popular pela lava-jato possibilitou a culpabilização do pobre legitimando uma guerra contra e entre os pobres. Tudo ligado! Agora é a hora de reagir!", escreveu o sociólogo

247 – O sociólogo Jessé Souza, autor de "A elite do atraso", que explica o caráter escravocrata da elite brasileira, e também seu ódio aos pobres, encontrou na Lava Jato a explicação para o assassinato da menina Agatha Felix, de apenas oito anos, que foi vítima da "política de segurança" de Wilson Witzel no Rio de Janeiro.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247