Jessé explica assassinato de Agatha: Laja Jato possibilitou a guerra aos pobres

"O assassinato de Ágatha por Witzel é o resultado visível da política miliciana no poder no Rio e em Brasília. O ataque à política popular pela lava-jato possibilitou a culpabilização do pobre legitimando uma guerra contra e entre os pobres. Tudo ligado! Agora é a hora de reagir!", escreveu o sociólogo

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O sociólogo Jessé Souza, autor de "A elite do atraso", que explica o caráter escravocrata da elite brasileira, e também seu ódio aos pobres, encontrou na Lava Jato a explicação para o assassinato da menina Agatha Felix, de apenas oito anos, que foi vítima da "política de segurança" de Wilson Witzel no Rio de Janeiro.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247