Johnny Depp dirigirá filme com produção de Al Pacino

O ator recentemente esteve envolvido em uma longa disputa judicial contra sua ex-esposa Amber Heard, após ela tê-la acusado de abuso doméstico

www.brasil247.com - Johnny Depp
Johnny Depp (Foto: REUTERS/Eric Gaillard/Pool)


247 - Após hiato de 25 anos, Johnny Depp voltará a assumir o papel de diretor em um filme cinematográfico. O ator comandará o longa 'Modigliani', que aborda a vida do artista italiano Amedeo Modigliani. A informação é do portal Splash UOL.

Na produção do filme, está o consagrado cineasta Al Pacino, junto com Barry Navidi. Em comunicado obtido pela revista Variety, Depp falou sobre seu novo projeto: "A saga da vida do Sr. Modigliani é uma que estou incrivelmente honrado e, com muita humildade, levarei às telonas. Foi uma vida de grande dificuldade, mas eventual triunfo - uma história universal e humana com a qual todos os espectadores poderão se identificar".

O ator recentemente esteve envolvido em uma longa disputa judicial contra sua ex-esposa Amber Heard, após ela tê-la acusado de abuso doméstico. O resultado judicial foi favorável a Depp, embora Amber considere a decisão "injusta". Sobre a retomada de sua carreira após o caso, o agora diretor disse ao The Sunday Times que se sente 'boicotado' por Hollywood. Seu último filme, Minamata, sofreu atrasos para estrear nos EUA.

A última participação de Depp como diretor ocorreu em 1997, no filme 'O Bravo', em que também atuou como protagonista junto de Marlon Brando.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email