Lucélia Santos relata perseguição no Brasil e sugere boicote ao País

"É um retrocesso civilizatório, uma coisa inexplicável. Todo o dia no Brasil você acorda e acha que está vivendo um pesadelo. Só que você acorda e está dentro do pesadelo, porque ele não passa", disse a atriz, que está morando em Portugal

247 - A atriz brasileira Lucélia Santos concedeu uma entrevista ao programa "Você na TV", da portuguesa TVI, e admitiu que saiu do Brasil revoltada com a atual situação política e econômica do país.

"Sou perseguida por isso há muitos anos. Eu sempre tive uma posição de esquerda, assumidamente. Sempre tive do lado dos trabalhadores e das populações mais afetadas...", revelou a atriz, que está morando há 15 dias em Portugal, onde vai passar uma temporada por lá fazendo novela.

Lucélia fez duras críticas ao País sob o governo deJair Bolsonaro e se referiu ao atual cenário político e econômico nacional como o "pior momento do Brasil desde a ditadura militar".

"É um retrocesso civilizatório, uma coisa inexplicável. Todo o dia no Brasil você acorda e acha que está vivendo um pesadelo. Só que você acorda e está dentro do pesadelo, porque ele não passa. E a cada dia as notícias vão piorando. É um desrespeito total às instituições, à constituição, inclusive. A grande meta no Brasil hoje é defender a democracia, que está frágil. A gente está debaixo das botas dos militares, inclusive com relação ao Supremo Tribunal Federal. Isso é uma crise institucional e quase constitucional. O país está completamente dividido desde 2013, desde que o Aécio Neves perdeu a eleição pra Dilma. Naquele momento, o país ficou dividido a metade", afirmou. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247