“Machistas queriam que eu tivesse morrido”, diz Vera Fischer

A atriz Vera Fischer, que já realizou e defende o aborto, o simples fato de "existir" é sua atitude feminista; "Tô feliz que na Argentina conseguiram finalmente legalizar o aborto. Quantas mulheres têm milhões de filhos que não têm como sustentar? O pior de tudo é saber quantas mulheres morreram por causa desses abortos clandestinos malfeitos", diz ela

“Machistas queriam que eu tivesse morrido”, diz Vera Fischer
“Machistas queriam que eu tivesse morrido”, diz Vera Fischer (Foto: Manuela Scarpa)

247 - A atriz Vera Fischer defendeu o feminismo em entrevista à jornalista Monica Bergamo. Ao contar sua trajetória de vida, a atriz deu um conselho para as mulheres mais jovens.

"Vocês batalham tanto para casar com homens ricos, mas nunca vão perceber que o dinheiro é deles e que continua sendo deles. Vão te dar migalhas. A vida continua e você tem que ganhar o seu dinheiro", diz ela. 

Segundo Vera Fischer, que já realizou e defende o aborto, o simples fato de "existir" é sua atitude feminista. "Tô feliz que na Argentina conseguiram finalmente legalizar o aborto. Quantas mulheres têm milhões de filhos que não têm como sustentar? O pior de tudo é saber quantas mulheres morreram por causa desses abortos clandestinos malfeitos", diz ela.

Seus piores momentos foram acompanhados de perto pelas lentes dos fotógrafos e cinegrafistas. Mas ela diz que não guarda rancor. "A imprensa tinha que ter um bode expiatório. Me escolheram porque eu era uma mulher bonita e loira. Então me atacaram por todos os lados. Se fosse agora, eu não seria tão condenada. Mas naquele tempo, os machistas todos adoravam. Eles queriam que eu tivesse acabado, que eu tivesse morrido. Porque aí teriam razão. Mas não tinham", afirma a atriz. 

Leia a entrevista na íntegra

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247