Mano Brown: “Quem defende impeachment não está preocupado com o País”

Líder do Racionais MC's elogiou o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), mas afirmou que o projeto da gestão do petista foi "sabotado" por quem se sentiu prejudicado pela ascensão social; de acordo com ele, "há muitos interesses para que o Brasil não continue nesses caminho. Tem gente que não está contente com as divisões que foram feitas após o governo Lula. Tem gente que vivia no privilégio, não da justiça"; segundo Mano Brown, defensores do impeachment da presidente Dilma, "não estão preocupados com Brasil"; "Eles estão preocupados em substituir quem está no poder"

Líder do Racionais MC's elogiou o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), mas afirmou que o projeto da gestão do petista foi "sabotado" por quem se sentiu prejudicado pela ascensão social; de acordo com ele, "há muitos interesses para que o Brasil não continue nesses caminho. Tem gente que não está contente com as divisões que foram feitas após o governo Lula. Tem gente que vivia no privilégio, não da justiça"; segundo Mano Brown, defensores do impeachment da presidente Dilma, "não estão preocupados com Brasil"; "Eles estão preocupados em substituir quem está no poder"
Líder do Racionais MC's elogiou o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), mas afirmou que o projeto da gestão do petista foi "sabotado" por quem se sentiu prejudicado pela ascensão social; de acordo com ele, "há muitos interesses para que o Brasil não continue nesses caminho. Tem gente que não está contente com as divisões que foram feitas após o governo Lula. Tem gente que vivia no privilégio, não da justiça"; segundo Mano Brown, defensores do impeachment da presidente Dilma, "não estão preocupados com Brasil"; "Eles estão preocupados em substituir quem está no poder" (Foto: Leonardo Lucena)

247 - O líder do grupo de rap Racionais MC's, Mano Brown, elogiou o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mas afirmou que o projeto da gestão do petista foi "sabotado" por quem se sentiu prejudicado pela ascensão social, pois "há muitos interesses para que o Brasil não continue nesses caminho. Tem gente que não está contente com as divisões que foram feitas após o governo Lula. Tem gente que vivia no privilégio, não da justiça".

"E milhões da pessoas que viviam abaixo da justiça, abaixo da linha da miséria, abaixo da linha do humanismo, do cristianismo. As novas divisões o dinheiro teve que ser repartido por pessoas que antes não comiam, não vestiam, não tinham vontade de viver mais", disse Mano Brown durante entrevista à Rádio Band News.

Ao comentar o processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, o músico disse que defensores da renúncia da petista "não estão preocupados com Brasil". "Eles estão preocupados em substituir quem está no poder", acrescentou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247