Mautner, isolado, disse que pratica tai chi chuan “porque o terror e o pavor são imensos”

O compositor Jorge Mautner declarou que sente muita falta da filha, a diretora Amora Mautner, e da neta, Júlia. Quando não está escrevendo, criando ou lendo, Mautner pratica tai chi chuan ou conversa com amigos por telefone

Músico e escritor disse acreditar que toda a discussão em torno de um afastamento da presidenta não passa de um “aprendizado” : “Eu acho que a democracia está firme no Brasil, os direitos humanos são respeitados e isso tudo que está havendo são aulas didáticas para todo mundo aprender o que é a jurisprudência. Sou contra. Não tem base para impeachment. Mas essa discussão toda faz parte da democracia”
Músico e escritor disse acreditar que toda a discussão em torno de um afastamento da presidenta não passa de um “aprendizado” : “Eu acho que a democracia está firme no Brasil, os direitos humanos são respeitados e isso tudo que está havendo são aulas didáticas para todo mundo aprender o que é a jurisprudência. Sou contra. Não tem base para impeachment. Mas essa discussão toda faz parte da democracia” (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O compositor Jorge Mautner, isolado com sua mulher, Ruth Mendes, tem escrito uma poesia por semana, algumas sobre o novo coronavírus, para reuni-las em livro. Além de criar e ler autores da filosofia pré-socrática, Mautner, de 79 anos, pratica tai chi chuan enquanto acompanha o noticiário. A informação é do jornal O Globo.    

“O tai chi me salvou muitas vezes. Fico horas fazendo ginástica para transformar o que estou sentindo. Porque o terror e o pavor são imensos”, diz Jorge Mautner, que declarou sentir muita falta da filha, a diretora Amora Mautner, e da neta, Júlia.  

O compositor conta que, como não tem celular, conversa com Caetano e Gil, amigos, através do telefone fixo, acrescenta a reportagem. 

“Falo bastante com Caetano, mas tenho falado mais com Gil. Sobre filosofia, pandemia, Brasil”, concluiu Mautner. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247