Mello Franco: chilique de Botelho expõe face da nova direita

Colunista Bernardo Mello Franco comenta o ataque do ator Claudio Botelho, que depois de xingar a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula em peça de teatro, ainda chamou os espectadores da peça de "bandidos", "neofascistas" e "filhos da puta"; ‘O chilique de Botelho expõe uma face da nova direita verde-amarela que muita gente (e boa parte da mídia) prefere fingir que não vê. Há um clima de raiva e intolerância no ar’, diz

Colunista Bernardo Mello Franco comenta o ataque do ator Claudio Botelho, que depois de xingar a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula em peça de teatro, ainda chamou os espectadores da peça de "bandidos", "neofascistas" e "filhos da puta"; ‘O chilique de Botelho expõe uma face da nova direita verde-amarela que muita gente (e boa parte da mídia) prefere fingir que não vê. Há um clima de raiva e intolerância no ar’, diz
Colunista Bernardo Mello Franco comenta o ataque do ator Claudio Botelho, que depois de xingar a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula em peça de teatro, ainda chamou os espectadores da peça de "bandidos", "neofascistas" e "filhos da puta"; ‘O chilique de Botelho expõe uma face da nova direita verde-amarela que muita gente (e boa parte da mídia) prefere fingir que não vê. Há um clima de raiva e intolerância no ar’, diz (Foto: Roberta Namour)

247 – O colunista Bernardo Mello Franco comentou o ataque do ator Claudio Botelho, que depois de xingar a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula em peça de teatro, ainda chamou os espectadores da peça de "bandidos", "neofascistas" e "filhos da puta". "São escrotos, são petistas, são o que há de pior no Brasil", esbravejou o ator.

‘O chilique de Botelho expõe uma face da nova direita verde-amarela que muita gente (e boa parte da mídia) prefere fingir que não vê. Há um clima de raiva e intolerância no ar’, diz Mello Franco.

Ele lembra que o espetáculo do ator é inspirado nas músicas de Chico Buarque e ironiza: “Perseguido pela ditadura militar, Chico já viu este filme antes. Por isso, retirou a autorização para Botelho usar suas canções. Nos próximos musicais, é possível que o ator tenha que recorrer ao repertório de artistas que também aderiram à gritaria antiesquerdista, como Lobão. Será que o teatro lota?" (leia aqui).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247