Milton Nascimento processa candidata do MDB em Minas por uso irregular de música em campanha

O cantor e compositor Milton Nascimento criticou a candidata a prefeita de Pitangui (MG), Maria Lúcia Cardoso (MDB), pelo uso irregular da música "Maria, Maria" em sua campanha

Milton Nascimento e Maria Lúcia Cardoso (MDB), candidata a prefeita de Pitangui (MG)
Milton Nascimento e Maria Lúcia Cardoso (MDB), candidata a prefeita de Pitangui (MG) (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O cantor e compositor Milton Nascimento criticou a candidata a prefeita de Pitangui (MG), Maria Lúcia Cardoso (MDB), pelo uso irregular da música "Maria, Maria" em sua campanha. A ex-deputada federal teria recusado acordos "amigáveis" com o músico, que então decidiu processá-la.

"A música em questão foi MARIA MARIA (Milton Nascimento e Fernando Brant), que a candidata usou sem a necessária autorização prévia por parte de seus autores. É com extrema indignação que viemos por meio deste comunicado denunciar e repudiar esse ato de violação da Lei 9.610/98 (Lei dos Direitos Autorais) por parte da candidata do MDB", escreveu o artista no Facebook.

Em nota ao portal O Tempo, o advogado Audrey Batista, que representa Maria Lúcia Cardoso, afirmou que a execução da música foi interrompida após a notificação por uso indevido. De acordo com o defensor, a campanha negociou o pagamento dos direitos autorais, mas os valores estavam fora da "realidade atual" e por isso não concluíram a negociação.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247