Morre no Rio o cineasta Nelson Pereira dos Santos

Diretor do filme "Rio 40 Graus", era considerado um dos mais importantes cineastas do país. Seu filme Vidas Secas, baseado na obra de Graciliano Ramos, é um dos longa-metragem brasileiros mais premiados em todos os tempos, sendo reconhecido como obra-prima

Nelson Pereira dos Santos
Nelson Pereira dos Santos (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Da Agência Brasil – Morreu hoje (21), no Rio de Janeiro, de falência múltipla dos órgãos, o diretor de cinema Nelson Pereira dos Santos, de 89 anos. Ele estava internado no Hospital Samaritano, em Botafogo, zona sul da cidade.

A notícia foi confirmada às 17h pela Academia Brasileira de Letras (ABL), da qual o cineasta era membro desde 2006, ocupando a cadeira sete. O corpo do diretor será velado na sede da ABL, no centro do Rio.

Nascido em São Paulo, em 22 de outubro de 1928, Nelson Pereira dos Santos era bacharel em direito, formado  pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Além de diretor, foi produtor, roteirista, montador e ator.

Diretor do filme "Rio 40 Graus", era considerado um dos mais importantes cineastas do país. Seu filme Vidas Secas, baseado na obra de Graciliano Ramos, é um dos longa-metragem brasileiros mais premiados em todos os tempos, sendo reconhecido como obra-prima.

Nelson Pereira dos Santos foi um dos precurssores do Cinema Novo e fundador do curso de graduação em cina da Universidade Federal Fluminense.

Temer

Pelo Twitter, o presidente Michel Temer lamentou a morte do diretor: "A cultura brasileira está de luto. Perdemos hoje um dos mais importantes e premiados cineastas do país, Nelson Pereira dos Santos. Ele levou para a tela as mais importantes obras da nossa literatura. E o seu cinema retratou o âmago do povo brasileiro".

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247