"Não é mais preciso ser da Globo para fazer sucesso"

Sucesso da equipe de humoristas liderada por Fábio Porchat, que se afastou da televisão para se destacar na internet, é um retrato da transformação da mídia nos dias atuais. Com 728 mil pessoas inscritas no seu canal Porta dos Fundos e 89 milhões de visualizações no YouTube, eles provam que o poder hoje é de quem produz o conteúdo, e não de quem apenas distribui informação e entrenimento; libertação está em curso

"Não é mais preciso ser da Globo para fazer sucesso"
"Não é mais preciso ser da Globo para fazer sucesso"
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Roteirista e ator da Globo, o humorista Fábio Porchat é hoje um dos grandes fenômenos da internet brasileira. Com sua trupe "Porta dos Fundos", ele teve a coragem de se afastar da maior emissora de televisão do País para apostar numa ligação direta com o público, atuando, sobretudo, na internet.

Hoje, com 728 mil pessoas inscritas em seu canal no YouTube e mais de 89 milhões de visualizações de seus 62 vídeos, ele descobriu que o poder, nos dias de hoje, é de quem produz – e não de quem apenas distribui – conteúdo. "Pela primeira vez, não é mais preciso ser da Globo para fazer sucesso", disse Porchat, numa entrevista à Folha. "Não estou esnobando, gosto muito de trabalhar lá, mas posso me dar ao luxo de não querer escrever para a Globo e isso não acabar com a minha carreira".

Porchat ainda é roteirista do seriado "A grande família", mas aposta cada vez mais na internet. Ele e sua equipe recusaram convites da própria Globo e do canal Multishow. Assim como ele, outros humoristas, como Felipe Neto, do canal Parafernalha, têm conseguido viabilizar comercialmente canais próprios na internet.

Esse fenômeno retrata a grande transformação da mídia nos dias atuais. Antes da internet, eram as emissoras que ditavam o que deveria ser visto – e em que horário. Hoje, com a internet, é o telespectador quem está no comando. Mesmo no Brasil, as pessoas já passam mais tempo na internet do que diante da televisão e, se isso não bastasse, os novos televisores inteligentes, com acesso à internet, permitem que, cada vez mais, o YouTube, do Google, se torne quase tão familiar quanto um canal aberto.

A libertação dos artistas, no mundo do entretenimento, ocorrerá, paralelamente, à libertação dos jornalistas no mundo da informação – editores e repórteres, cada vez mais, criam seus próprios blogs ou mesmo veículos de comunicação. Na era digital, os custos de produção são menores e não há barreiras de entrada a novos empreendedores. Para quem tem dúvida, basta uma questão. O que hoje faz mais sucesso: Zorra Total, exibido em horário nobre na Globo, ou Porta dos Fundos?

Abaixo, alguns dos melhores vídeos da turma de Fábio Porchat:

Na lata

 

Sobre a mesa

 

Rola

 

Estamos fazendo o cancelamento

Entrevista

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247