PML premiado no Jabuti

Jornalista há mais de 40 anos, com passagem por cargos de direção nas principais publicações brasileiras e duas experiências como correspondente internacional, nosso colunista Paulo Moreira Leite acaba de receber o Premio Jabuti, mais importante prêmio literário do país, pelo livro A Outra História da Lava Jato; como o próprio nome indica, "A Outra História" caminha na contra-corrente das ideias de Justiça do Espetáculo que se tornaram que majoritária, abrindo caminho para iniciativas que ferem direitos individuais previstos na Constituição

Jornalista há mais de 40 anos, com passagem por cargos de direção nas principais publicações brasileiras e duas experiências como correspondente internacional, nosso colunista Paulo Moreira Leite acaba de receber o Premio Jabuti, mais importante prêmio literário do país, pelo livro A Outra História da Lava Jato; como o próprio nome indica, "A Outra História" caminha na contra-corrente das ideias de Justiça do Espetáculo que se tornaram que majoritária, abrindo caminho para iniciativas que ferem direitos individuais previstos na Constituição
Jornalista há mais de 40 anos, com passagem por cargos de direção nas principais publicações brasileiras e duas experiências como correspondente internacional, nosso colunista Paulo Moreira Leite acaba de receber o Premio Jabuti, mais importante prêmio literário do país, pelo livro A Outra História da Lava Jato; como o próprio nome indica, "A Outra História" caminha na contra-corrente das ideias de Justiça do Espetáculo que se tornaram que majoritária, abrindo caminho para iniciativas que ferem direitos individuais previstos na Constituição (Foto: Leonardo Attuch)

247 – Jornalista há mais de 40 anos, com passagem por cargos de direção nas principais publicações brasileiras e duas experiências como correspondente internacional, nosso colunista Paulo Moreira Leite acaba de receber o Premio Jabuti, mais importante prêmio literário do país. Concorrendo com uma dezena de obras de qualidade inegável, seu livro A Outra História da Lava Jato (compre aqui) irá receber o prêmio de segundo lugar na categoria Reportagem e Documentário do Jabutil. A entrega será no auditório do Ibirapuera, em 24 de novembro. A decisão, anunciada na noite de ontem, confirma dois pontos importantes. 

O primeiro é cultural. Em sua edição amplicada, lançada no início deste mês, a  Outra História da Lava Jato reúne dois  artigos originais, de mais de 50 páginas cada um, escritos especialmente para o livro, que representam um esforço para dar o contexto da operação, desde as  etapas iniciais até o golpe de 31 de agosto que afastou Dilma Rousseff. Além disso, o livro apresenta 41 textos publicados no calor dos acontecimentos. Com a premiação, os jurados do Jabuti confirmam o reconhecimento de que, contrariando a visão convencional, os portais e sites da internet podem oferecer material de qualidade  comparável àquele que se costuma imaginar que só estão disponíveis em obras impressas, em particular nos livros da era Gutemberg.

O segundo ponto é político. A premiação mostra que, apesar do ambiente de glorificação incondicional criado pelos meios de comunicação em torno da Lava Jato, há espaço para se conhecer uma necessária visão crítica sobre a operação. Como o próprio nome indica, "A Outra História" caminha na contra-corrente das ideias de Justiça do Espetáculo que se tornaram que majoritária, abrindo caminho para iniciativas que ferem direitos individuais previstos na Constituição,  ajudando a criar um ambiente de risco para as instituições democráticas. Já na capa do livro, Paulo Moreira Leite faz uma pequena síntese de sua visão, ao definir a Lava Jato como "uma investigação necessária que se transformou numa operação contra a democracia".

Para o editor José Castilho Marques Neto, que foi diretor presidente da Editora UNESP e também Secretário Executivo do Plano Nacional do Livro e Leitura, "o segundo lugar no Jabuti com um título crítico da Lava Lava Jato nesses tempos sombrios é uma conquista democrática, que revela jurados independentes que preservam valores republicanos."

Em entrevista ao 247, Paulo Moreira Leite disse que "o livro é fruto de um trabalho  esforço individual mas só foi possível porque traduz uma experiência coletiva, de advogados, deputados, senadores, ministros e procuradores que tiveram paciência e generosidade para compartilhar os vários aspectos da operação," diz Paulo Moreira Leite, em entrevista ao 247.

Conheça a TV 247

Mais de Cultura

Ao vivo na TV 247 Youtube 247