Pré-estreia de O Processo conta com lideranças políticas

O ex-ministro José Eduardo Cardozo, o deputado Paulo Teixeira, o ex-prefeito Fernando Haddad, o ex-senador Eduardo Suplicy e o ex-chanceler Celso Amorim estavam presentes na sessão do filme O Processo, realizada ontem no Instituto Moreira Sales em São Paulo; Amorim disse que o documentário lembra o processo do Kafka, do absurdo, e acrescentou que esse impeachment ilegal é parte de outro processo, um processo maior que é a tentativa de alijar totalmente do panorama político a classe trabalhadora

Bras�lia - A presidenta afastada, Dilma Rousseff, faz sua defesa durante sess�o de julgamento do impeachment no Senado (Marcelo Camargo/Ag�ncia Brasil)
Bras�lia - A presidenta afastada, Dilma Rousseff, faz sua defesa durante sess�o de julgamento do impeachment no Senado (Marcelo Camargo/Ag�ncia Brasil) (Foto: Gustavo Conde)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O documentário “O Processo” de Maria Augusta Ramos, aclamado em Berlim, foi projetado ontem no Insituto Moreira Salles em São Paulo para um público de convidados (a estreia em circuito nacional será no dia 17 de maio).

José Eduardo Cardozo, Paulo Teixeira, Fernando Haddad, Eduardo Suplicy e Celso Amorim estavam presentes e comentaram o filme para os Jornalistas Livres. Amorim disse que o documentário lembra o processo do Kafka, do absurdo, e acrescentou que esse impeachment ilegal é parte de outro processo, um processo maior que é a tentativa de alijar totalmente do panorama político a classe trabalhadora.

Paulo Teixeira mencionou a farsa que foi organizada e a plástica dessa farsa retratada tão bem pela diretora do filme, Maria Augusta Ramos. Fernando Haddad comentou que pouco menos de duas horas conseguiram retratar meses e meses de drama nacional. José Eduardo Cardoso afirmou que é um dos momentos mais tristes da democracia brasileira.

Colaborou Dani Louzada, dos Jornalistas Livres.

Veja mais aqui

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247