PSDB continua criticando indicação de filme de Petra ao Oscar: mostra a história pela metade

O perfil do partido no Twitter continua a reclamar da indicação da obra de Petra Costa, "Democracia em Vertigem" ao Oscar. O PSDB afirma que o documentário é tendencioso, o que foi rebatido pelo jornalista William De Lucca. "Documentário não é reportagem (...) não se dispõe a ser isento"

(Foto: Divulgação)

247 - Após a indicação do documentário de Petra Costa, "Democracia em Vertigem", ao Oscar, na categoria "melhor documentário", o PSDB passou a se manifestar contra a obra.

Mais de 24 horas depois da indicação do filme, o perfil do partido ainda repercute o tema. Dessa vez, a legenda respondeu ao jornalista William De Lucca dizendo que o documentário mostra a história do golpe de 2016 contra Dilma Rousseff pela metade e de forma tendenciosa.

O jornalista havia justamente argumentado que, por ser um documentário, e não uma reportagem, a obra não tem compromisso com a isenção. "Aparentemente os tucanos sentiram MUITO a indicação do filme da Petra ao Oscar, meio sem entender que documentário não é reportagem, que é o recorte do autor sobre um tema, e que não se dispõe a ser isento. Como não deve se ignorância, é desonestidade mesmo".

"'Como não deve ser ignorância, é desonestidade mesmo.'  Mais uma excelente fala sobre o filme, que mostra a história pela metade e de forma bem tendenciosa", respondeu o partido.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247