Respeito protestos, mas não vou jogar pedras em José Mayer, diz Paulo Betti

O autor Paulo Betti disse que as acusações de assédio sexual contra José Mayer são graves, mas pediu cautela; "Sou amigo do Zé, um ator maravilhoso. Respeito muito o movimento das moças e defendo o debate, mas não me sinto confortável para tacar pedras em que está sendo apedrejado"

O autor Paulo Betti disse que as acusações de assédio sexual contra José Mayer são graves, mas pediu cautela; "Sou amigo do Zé, um ator maravilhoso. Respeito muito o movimento das moças e defendo o debate, mas não me sinto confortável para tacar pedras em que está sendo apedrejado"
O autor Paulo Betti disse que as acusações de assédio sexual contra José Mayer são graves, mas pediu cautela; "Sou amigo do Zé, um ator maravilhoso. Respeito muito o movimento das moças e defendo o debate, mas não me sinto confortável para tacar pedras em que está sendo apedrejado" (Foto: Giuliana Miranda)

247 - Colega de José Mayer na rede Globo, o ator Paulo Betti disse que não pretende jogar pedras em Mayer, acusado de assédio sexual por uma figurinista da Globo.

Betti, que participou de uma das reuniões convocadas na Globo depois que o assunto veio à tona, disse que o tema é grave, mas pede cautela.

"Sou amigo do Zé, um ator maravilhoso. Respeito muito o movimento das moças e defendo o debate, mas não me sinto confortável para tacar pedras em que está sendo apedrejado."

As informações são da coluna de Mônica Bergamo na Folha de S.Paulo.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247