Sturm discorda de Doria e defende o MAM

O secretário municipal de Cultura de São Paulo, Andre Sturm, discordou publicamente do prefeito João Doria e saiu em defesa do MAM na polêmica sobre a interação entre um artista nu;  “Minha opinião é que a liberdade é o maior valor da democracia. Não concordo com nenhuma violência e agredir funcionários do MAM ou ameaçar destruir a exposição é inaceitável”, disse ontem; No seu ver, a arte não tem limites e deve ser livre, “Mas cabe aos gestores informar sobre o conteúdo do que apresentam e o MAM fez isso”

16/03/2017- São Paulo- SP, Brasil- João Doria e o secretário municipal de Cultura, André Sturm, apresentaram nesta quinta-feira (16) o programa Biblioteca Viva FOTO: Fabio Arantes / SECOM
16/03/2017- São Paulo- SP, Brasil- João Doria e o secretário municipal de Cultura, André Sturm, apresentaram nesta quinta-feira (16) o programa Biblioteca Viva FOTO: Fabio Arantes / SECOM (Foto: Giuliana Miranda)

247 -  “Minha opinião é que a liberdade é o maior valor da democracia. Não concordo com nenhuma violência e agredir funcionários do MAM ou ameaçar destruir a exposição é inaceitável”, disse ontem Andre Sturm, secretário de cultura da Prefeitura, sobre a condenação de Doria à exposição no MAM.

No seu ver, a arte não tem limites e deve ser livre. “Mas cabe aos gestores informar sobre o conteúdo do que apresentam e o MAM fez isso.”

Diz ainda que “temos a obrigação de defender as crianças e os jovens. E existe uma legislação a respeito.”

 As informações são da coluna de Sonia Racy no Estado de S.Paulo.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247