Tarantino deixa marca em calçada de Hollywood

Um tempestade torrencial não foi capaz de deter o diretor Quentin Tarantino, que deixou as marcas de suas mãos e pés no cimento do histórico Teatro Chinês, em Hollywood; "Eu quis colocar minhas mãos é pés no pátio do Teatro Chinês bem antes de eu sequer ter uma carreira, então isso é algo que eu quis fazer por toda minha vida", disse o diretor

Um tempestade torrencial não foi capaz de deter o diretor Quentin Tarantino, que deixou as marcas de suas mãos e pés no cimento do histórico Teatro Chinês, em Hollywood; "Eu quis colocar minhas mãos é pés no pátio do Teatro Chinês bem antes de eu sequer ter uma carreira, então isso é algo que eu quis fazer por toda minha vida", disse o diretor
Um tempestade torrencial não foi capaz de deter o diretor Quentin Tarantino, que deixou as marcas de suas mãos e pés no cimento do histórico Teatro Chinês, em Hollywood; "Eu quis colocar minhas mãos é pés no pátio do Teatro Chinês bem antes de eu sequer ter uma carreira, então isso é algo que eu quis fazer por toda minha vida", disse o diretor (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

LOS ANGELES (Reuters) - Um tempestade torrencial não foi capaz de deter o diretor Quentin Tarantino, que deixou as marcas de suas mãos e pés no cimento do histórico Teatro Chinês, em Hollywood, na terça-feira.

Famoso por suas histórias chocantes, originais e muitas vezes sangrentas apresentadas em filmes como "Cães de Aluguel", "Kill Bill" e em seu mais recente faroeste, "Os Oito Odiados", Tarantino teve concedida a honra de deixar sua marca ao lado de astros como Robert de Niro e estrelas como Sandra Bullock e Meryl Streep.

"Eu quis colocar minhas mãos é pés no pátio do Teatro Chinês bem antes de eu sequer ter uma carreira, então isso é algo que eu quis fazer por toda minha vida", disse o diretor.

Tarantino, de 52 anos, era um apaixonado fã do cinema mesmo antes de se tornar roteirista e diretor, e teve até uma breve passagem como lanterninha em um cinema.

Ele já recebeu dois Oscars pelos roteiros de "Pulp Fiction" e "Django Livre", e na terça teve a companhia do ator Christoph Waltz, que recebeu dois Oscars por seus papeis nos filmes "Bastardos Inglórios" e "Django", ambos dirigidos por Tarantino.

(Reportagem da Reuters TV; Texto de Piya Sinha-Roy)

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247