'The Guardian' destaca Amanhã entre os dez melhores novos museus

Matéria classifica o prédio na Praça Mauá, no Rio, de espetacular; obra do arquiteto espanhol Santiago Calatrava foi inaugurada no dia 17 de dezembro pela presidente Dilma Rousseff; segundo ela, o museu é um patrimônio histórico que em pouco tempo será da humanidade 

Matéria classifica o prédio na Praça Mauá, no Rio, de espetacular; obra do arquiteto espanhol Santiago Calatrava foi inaugurada no dia 17 de dezembro pela presidente Dilma Rousseff; segundo ela, o museu é um patrimônio histórico que em pouco tempo será da humanidade 
Matéria classifica o prédio na Praça Mauá, no Rio, de espetacular; obra do arquiteto espanhol Santiago Calatrava foi inaugurada no dia 17 de dezembro pela presidente Dilma Rousseff; segundo ela, o museu é um patrimônio histórico que em pouco tempo será da humanidade  (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalão britânico “The Guardian” fez uma lista dos dez melhores novos museus do mundo, que inclui o Museu do Amanhã, na Praça Mauá, no Rio.

Segundo o colunista Ancelmo Gois, a matéria chama o prédio de espetacular.

Obra do arquiteto espanhol Santiago Calatrava foi inaugurada no dia 17 de dezembro pela presidente Dilma Rousseff. Segundo ela, o museu é um patrimônio histórico que em pouco tempo será da humanidade e ressaltou que o espaço, que também vai discutir a preservação do planeta, foi inaugurado pouco tempo depois em que foi assinado o acordo global do clima, a COP21, semana passada em Paris: “Este é um museu que está plenamente no ritmo do que deve ser o amanhã”, disse.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247