Zé Celso condena fascismo: Dilma tem que ficar

O dramaturgo José Celso Martinez Corrêa, fundador do Teatro Oficina Uzyna Uzona, faz uma análise do atual cenário político brasileiro, em vídeo; ele critica o ódio e o fascismo contra a presidente Dilma Rousseff e cobra uma mudança de posição do senador Aécio Neves (PSDB); para ele, o Brasil "está tomado por um delírio fascista"

O dramaturgo José Celso Martinez Corrêa, fundador do Teatro Oficina Uzyna Uzona, faz uma análise do atual cenário político brasileiro, em vídeo; ele critica o ódio e o fascismo contra a presidente Dilma Rousseff e cobra uma mudança de posição do senador Aécio Neves (PSDB); para ele, o Brasil "está tomado por um delírio fascista"
O dramaturgo José Celso Martinez Corrêa, fundador do Teatro Oficina Uzyna Uzona, faz uma análise do atual cenário político brasileiro, em vídeo; ele critica o ódio e o fascismo contra a presidente Dilma Rousseff e cobra uma mudança de posição do senador Aécio Neves (PSDB); para ele, o Brasil "está tomado por um delírio fascista" (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O dramaturgo José Celso Martinez Corrêa, fundador do Teatro Oficina Uzyna Uzona, faz uma análise do atual cenário político brasileiro, em vídeo para a Carta Capital. Ele critica o ódio e o fascismo contra a presidente Dilma Rousseff e cobra uma mudança de posição do senador Aécio Neves (PSDB).

Confira o vídeo:

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email