Alberto Fernández diz que não fechará economia

Com postura de conciliador - diferentemente do mandatário brasileiro - o vencedor das primárias argentinas, Alberto Fernández, não aceitou o jogo de destruição e ressentimento proposto pelo tom do governo brasileiro e afirmou que não fechará o mercado argentino. Ele disse: "não se preocupem, porque não penso em fechar a economia."

(Brasília - DF, 30/07/2019) Palavras do Presidente da República, Jair Bolsonaro. \rFoto: Marcos Corrêa/PR
(Brasília - DF, 30/07/2019) Palavras do Presidente da República, Jair Bolsonaro. \rFoto: Marcos Corrêa/PR

247 - Com postura de conciliador - diferentemente do mandatário brasileiro - o vencedor das primárias argentinas, Alberto Fernández, não aceitou o jogo de destruição e ressentimento proposto pelo tom do governo brasileiro e afirmou que não fechará o mercado argentino. Ele disse: "não se preocupem, porque não penso em fechar a economia." 

A reportagem do jornal O Globo destaca que "a declaração é uma resposta à ameaça feita pelo mandatário brasileiro e seu ministro da Economia, Paulo Guedes, de que o país deixaria o Mercosul caso o próximo governo argentino – um governo de Cristina Kirchner, disseram – decida fechar a economia.  "

A matéria destaca mais um trecho da fala de Fernández: "para mim, o Mercosul é uma questão central. E o Brasil é nosso principal parceiro e continuará sendo. Se Bolsonaro pensa que eu vou fechar a economia e que, então, o Brasil vai sair do Mercosul, que fique tranquilo, porque não penso em fazer isso. É uma discussão burra — disse o candidato da Frente de Todos."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247