Após ceder a militares, governo diz que outras categorias não terão aumento

Secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, admitiu que haverá pressão de outras categorias para ajuste salarial após a proposta de reforma da aposentadoria dos militares com reestruturação de carreiras, mas descartou a possibilidade de isso acontecer; segundo ele, não há espaço fiscal para conceder nenhum outro ajuste salarial a qualquer outra carreira

Após ceder a militares, governo diz que outras categorias não terão aumento
Após ceder a militares, governo diz que outras categorias não terão aumento (Foto: JBatista/Camara dos Deputados)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - O secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, admitiu nesta quinta-feira que haverá pressão de outras categorias para ajuste salarial após a proposta de reforma da aposentadoria dos militares com reestruturação de carreiras, mas descartou a possibilidade de isso acontecer.

Falando a jornalistas antes de evento no Rio de Janeiro, Marinho afirmou que não há espaço fiscal para conceder nenhum outro ajuste salarial a qualquer outra carreira.

Reportagem de Rodrigo Viga Gaier

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email