Após contingenciamento de R$ 29 bi em fevereiro, Bolsonaro anuncia novo corte de R$ 2,5 bi

Presidente Jair Bolsonaro afirmou que vai fazer um "novo" corte de R$ 2,5 bilhões no Orçamento, mas ainda não definiu em qual ministério isso será feito; em março, o governo anunciou um primeiro bloqueio de R$ 29 bilhões, afetando principalmente os recursos destinados à educação

Presidente da República, Jair Bolsonaro, fala com a imprensa.
Presidente da República, Jair Bolsonaro, fala com a imprensa. (Foto: Marcos Corrêa/PR)

Sputnik - O presidente Jair Bolsonaro disse neste sábado (20) que vai fazer um "novo" corte de R$ 2,5 bilhões no Orçamento, mas ainda não definiu em qual ministério será feito o corte.

A declaração do presidente foi feita durante entrevista concedida na portaria da residência oficial, em Brasília.

"Nós estamos no sufoco. Nós queremos evitar que o governo pare. Dado o orçamento nosso completamente comprometido. Deve ter um novo corte agora. O que deve acontecer, não quer dizer que vai acontecer. Um novo corte agora, de dois bilhões e meio", disse Bolsonaro.

O presidente falou que o valor é uma "merreca" perto do Orçamento da União.

"Uma merreca. Concorda que é uma merreca perto do orçamento trilionário nosso. É pouca coisa, num orçamento de trilhão, 2 bilhões e meio é pouco. O que que estamos decidindo [com a] equipe econômica, em vez de cortar em seis ou sete ou oito ministérios e todo mundo ficar, morrer praticamente, corta de um só. Vamos matar um ministério só. Tô sendo obrigado a decidir naquela história da Sofia", afirmou.

Em janeiro, o orçamento sancionado por Bolsonaro era de R$ 3,381 trilhões. Em março, o governo anunciou um primeiro bloqueio de R$ 29 bilhões. Em valores absolutos as áreas que sofreram maior bloqueio foram Educação (R$ 5,83 bilhões) e Defesa (R$ 5,1 bilhões).

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247