Apple pode ser investigada na Europa

Reguladores antitruste da União Europeia receberam a informação de possíveis práticas anticompetitivas relacionadas à distribuição do iPhone e do iPad, da Apple; empresa será alvo de processo

Apple pode ser investigada na Europa
Apple pode ser investigada na Europa
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

BRUXELAS (Reuters) - Reguladores antitruste da União Europeia receberam a informação de possíveis práticas anticompetitivas relacionadas à distribuição do iPhone e do iPad, da Apple, disse um porta-voz da Comissão Europeia nesta sexta-feira.

"A Comissão soube de práticas de distribuição da Apple para iPhone e iPad. Embora não tenha havido nenhuma reclamação formal", afirmou Antoine Colombani.

"Geralmente, monitoramos os desenvolvimentos neste mercado. Vamos com certeza intervir caso haja indicações de comportamento anticompetitivo em detrimento dos consumidores", acrescentou.

Três pessoas próximas ao assunto disseram que várias companhias de telecomunicação apresentaram queixas à Comissão.

A preocupação das companhias se concentram em termos comerciais em contratos com a Apple, disse uma das fontes.

"A Apple insiste em certo nível de subsídios e marketing para o iPhone", afirmou a fonte. O smartphone responde por metade da receita da Apple.

Uma segunda fonte afirmou que as companhias se queixaram com a Comissão no ano passado.

"Nossos contratos são de total acordo às leis locais de onde temos negócios, inclusive a União Europeia", afirmou uma porta-voz da fabricante, Natalie Kerris.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email