Aumento no judiciário deixará herança mais que maldita ao próximo governo

Com o aumento do judiciário concedido por Temer no toma-lá-dá-cá habitual na Brasília do golpe, a conta para o contribuinte brasileiro pode chegar a R$ 1,1 bilhão; o novo teto do STF (Supremo Tribunal Federal), que passará de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil, irá desencadear o conhecido efeito-cascata em todo o funcionalismo público do país

Aumento no judiciário deixará herança mais que maldita ao próximo governo
Aumento no judiciário deixará herança mais que maldita ao próximo governo (Foto: LULA MARQUES)

247 - Com o aumento do judiciário concedido por Temer no toma-lá-dá-cá habitual na Brasília do golpe, a conta para o contribuinte brasileiro pode chegar a R$ 1,1 bilhão. O novo teto do STF (Supremo Tribunal Federal), que passará de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil, irá desencadear o conhecido efeito-cascata em todo o funcionalismo público do país.

Reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que "o Judiciário convenceu o presidente de que o aumento salarial poderia ser compensado pelo fim do auxílio-moradia de R$ 4.377 para os juízes", mas que, apesar disso, "os técnicos da Câmara preveem que será preciso fazer cortes nos investimentos, fundamentais para a retomada econômica". 

A matéria dá atenção à declaração de Sergio Vale, economista-chefe da consultoria MB Associados: "Brasília ainda não entendeu o tamanho da crise fiscal em que se encontra o país. Ajustes salariais a essa altura mostram que os grupos de pressão continuam tendo muita força para impor demandas ao Executivo". 

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247