Autuar Eike Batista pode causar demissão

Mais um servidor que defendeu que a empresa do bilionário fosse multada foi afastado na ANP; auto de infração contra a OGX, que foi anulado, poderia gerar punição de até R$ 15 milhões

Autuar Eike Batista pode causar demissão
Autuar Eike Batista pode causar demissão

247 – Defender punição contra as empresas de Eike Batista parece ser uma contra-indicação para quem quer manter o emprego na ANP (Agência Nacional de Petróleo). A Agência afastou mais um servidor que defendeu que a OGX fosse multada, segundo reportagem da Folha de S.Paulo desta quarta-feira.

Kerick Robery foi trocado de setor depois de ter apoiado publicamente o colega Pietro Mendes, afasto após aplicar auto de infração contra a empresa. O motivo da ANP foi que a decisão não era sua atribuição. Robery saiu em sua defesa durante reunião com o superintendente da área de operação e meio ambiente, Rafael Moura.

Caso não tivesse sido anulado, o auto de infração poderia gerar multa de até R$ 15 milhões à companhia de Eike. Segundo o superintendente, a anulação se deve ao fato de que o técnico não estava designado para essa fiscalização. Segundo Mendes, porém, o pedido de anulação partiu da superintendência.

A OGX deixou de instalar uma válvula de segurança numa plataforma, que serve para evitar vazamentos de petróleo em caso de acidentes. Na avaliação do técnico, a empresa não poderia ter deixado de fazer a instalação. Segundo a ANP, as investigações sobre a não instalação da válvula continuam.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247