“Banco digital pode ser golpe de morte na Caixa”, alerta presidente da Fenae

“É o maior banco digital do mundo, que foi criado pela empresa pública, e que será privatizado”, explicou à TV 247 Sérgio Takemoto. “Isso coloca em risco a sobrevivência da Caixa”. Assista

Sérgio Takemoto
Sérgio Takemoto (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), Sérgio Takemoto, comentou na TV 247 o parecer favorável dado pelo Banco Central na última semana para a criação do banco digital da Caixa. A versão virtual do banco herdará algumas funções da Caixa, mas o objetivo do governo Jair Bolsonaro é privatizá-lo.

De acordo com Takemoto, “esse é mais um duro golpe” no sentido da privatização do banco público. “O governo já está fazendo a privatização de seguros, está fazendo privatização das loterias, já anunciou que vai fazer a privatização do setor de cartões, gestão de terceiros, a questão do fundo de garantia, então tudo isso coloca em risco a sobrevivência da Caixa. São justamente os setores mais rentáveis do banco e que dão suporte e sustentação à parte social que a Caixa desempenha. Tudo isso nos deixa muito preocupados”.

Ele explicou que o governo federal repassará atividades da Caixa ao banco digital que são atualmente fundamentais para o funcionamento da instituição. Além disso, o banco digital, segundo Takemoto, já contará com 105 milhões de correntistas, que serão tirados da Caixa, praticamente inviabilizando sua continuidade. “Ele [governo] já anunciou que vai privatizar. Vai ser o maior banco digital do mundo, já nasce com 105 milhões de correntistas, que foi toda a população atendida pelo auxílio emergencial e no saque emergencial do FGTS. Ou seja, metade da população brasileira será correntista desse banco digital, é um patrimônio enorme que foi construído e criado pela empresa pública Caixa Econômica Federal. Foi graças à inteligência, ao desenvolvimento dos empregados da Caixa que foi possível criar esse banco digital. O governo já está anunciando que vai fazer o microcrédito através do banco digital, está migrando contas de poupança para esse banco digital; ou seja, ele está turbinando as atividades desse banco digital em detrimento da Caixa, está tirando da Caixa e jogando para o banco digital com a clara intenção de privatizar”.

Inscreva-se na TV 247, seja membro e compartilhe:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email